Publicidade

Omolde > Notícias > Universal Afir deixa alertas e conselhos sobre aço inox

Conferências, Seminários & Workshops

Universal Afir deixa alertas e conselhos sobre aço inox

26 Fevereiro 2021

É fundamental ter em atenção o aconselhamento técnico relativamente ao aço inox, sobretudo no que diz respeito ao tratamento superficial térmico. Este foi um dos principais alertas deixados por João Graf da Universal Afir e Gerard Eichelberger, representante da Bohler, no decorrer do webinar ‘Aços inox para injeção de plásticos’ que, organizado pela CEFAMOL, teve lugar no dia 25 de fevereiro.




Na sessão, que contou com a presença ‘virtual’ de mais de oito dezenas de profissionais do sector, os dois oradores deram conta da aplicabilidade dos aços inox nos moldes para injeção de plásticos, bem como de um conjunto de soluções para os problemas que se colocam com maior frequência durante a sua utilização.


Um dos aspetos que mereceu maior relevo foi a corrosão. Gerard Eichelberger explicou que fatores como o ambiente envolvente, o tipo e as condições dos materiais têm, aqui, um peso significativo. É preciso, no seu entender, ter muita atenção a estes aspetos de forma a acautelar que a corrosão não afeta o material.


A proteção é, portanto, um aspeto fulcral. E no seu entender, o crómio assume aqui um papel preponderante, sendo um dos materiais que melhor protege o aço inox. Apresentou algumas das suas características, de forma clara, demonstrando a sua importância no processo de proteção.


E elencou, depois, alguns dos tipos mais comuns de corrosão: a intercristalina, a corrosão Pitting, a corrosão de Crevice e a corrosão sob tensão. Salientou que a corrosão Pitting é das mais críticas, uma vez que ocorre no interior do material, não sendo, por isso, percetível, a não ser quando é demasiado tarde.


Chegados aqui, os dois oradores falaram sobre os requisitos que devem ter os aços, de forma a deter a possível corrosão. E este é, advertiram, um aspeto crucial para os fabricantes que trabalham para as indústrias alimentar ou médica. João Graf sublinhou que quando se opera nestes sectores “não pode haver risco de qualquer contaminação”, assegurando que a Bohler tem conseguido essa garantia, através dos aços que fornece à indústria com certificados de segurança. E nestas duas indústrias em particular, Gerard Eichelberger salientou que o aço escolhido deve ser sempre o inox.


O papel do processo de tratamento térmico foi outra das questões em destaque nesta apresentação. João Graf sublinhou a importância de serem seguidas sempre as instruções dos fabricantes, em função das características do aço, de forma a que este processo seja eficaz e seguro.


Na sessão, foi ainda apresentada parte da gama da Bohler, sobretudo dos aços que melhor se adequam à indústria de moldes, bem como alguns exemplos práticos de casos reais. Tenacidade, dureza e performance foram alguns dos aspetos em destaque de um portefólio que, sublinharam os dois oradores, “é bastante abrangente, de forma a servir as necessidades da indústria”.